Você está em Biografias

Van der Waals

Johannes Diderik van der Walls nasceu em Leyden, na Holanda, no dia 23 de novembro de 1837. Era o filho mais velho de 8 irmãos. Filho de Jacobus van der Waals e de Elisabeth van den Burg.

Foi um importante físico e estudou as interações intermoleculares e formulou equações descrevendo os estados líquido e gasoso, trabalho fundamental para a medição do zero absoluto.

Após acabar os estudos primários, estudou para ser professor escolar, onde trabalhou de 1856 a 1861. Estudou Física,Matemática e Astronomia na Universidade de Leyden. Tinha dificuldades de aprendizagem no campo dos idiomas clássicos. Casou-se com Anna Magdalena Smit e teve três filhas e um filho.

Em 1864, foi professor de uma escola secundária em Deventer e em 1866 mudou-se para The Hague, onde ensinou Física e Matemática. Também foi diretor desta escola. Continuou a estudar nos tempos livres na Universidade de Leyden, mesmo sem ter os conhecimentos de grego e latim.

Após revisão de algumas leis, os estudantes das ciências não dependiam dos estudos das línguas clássicas. Assim, van der Waals pode  efetuar novos exames universitários. Tornou-se doutor em 1873, defendendo a tese “Acerca da continuidade dos estados gasoso e líquido”.

Em 1876, foi nomeado professor principal de Física na Universidade de Amsterdã. Van der Waal publicou muitos artigos sobre o assunto de sua tese. Interessou-se por temas como o calor, a equação de estado dos gases perfeitos e forças intermoleculares.

Foi professor de Física na Universidade Illustre de Amsterdã. Foi o único professor da disciplina. Juntamente com Van´t Hoff e outros cientistas, ajudou a aumentar a fama desta universidade. Em 1890, apareceu nos Archives Nerlandaises, o primeiro tratado sobre "Teoria das soluções binárias" Esta teoria nasceu da relação que van der Waals conseguiu estabelecer entre a sua equação de estado e a formulação do Segundo Princípio da Termodinânica na forma proposta por W. Gibbs.

Foi Doutor Honoris Causa pela Universidade de Cambridge. Membro honorário da Sociedade Imperial Russa de Naturalistas (Moscovo), da Real Academia Irlandesa e da American Philosophical Society.

Foi membro correspondente do Institut de France e da Royal Academy of Sciences (Berlin) e membro da  Academia Real das Ciências da Bélgica, da Chemical Society of London, da National Academy of Sciences of the U.S.A. e da Accademia dei Lincei of Rome. Era um dos únicos doze membros estrangeiros da Academia de Ciências de Paris. De 1875 a 1895 Van der Waals foi membro da Real Academia Holandesa da Ciência "Koninklijke Academie van Wetenschappen". 

Em 1908, aos 71 anos reformou-se. Ganhou o Prêmio Nobel de Física em 1910. Gostava de andar no campo e literatura. Van der Waals morreu em 8 de março de 1923, aos 85 anos.

Como referenciar: "Van der Waals" em SóQ. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2018. Consultado em 16/07/2018 às 23:00. Disponível na Internet em http://www.soq.com.br/biografias/van_der_waals/