Ensino Fundamental
   Ar
   Água
   Meio Ambiente
   Unidade de Medida
   Matéria e Energia
   Ligações Químicas
   Misturas
   Reações Químicas
   Quím. Inorgânica
   Radioatividade
  Mais [+]
 Ensino Médio
   Química Geral
   Modelos Atômicos
   Tabela Periódica
   Ligação Química
   Reações Químicas
   Estequiometria
   Soluções
   Termoquímica
   Cinética Química
   Isomeria
   Reações Orgânicas
  Mais [+]
 História da Química
 Biografias

 Laifis de Química
 Área dos Professores
 Fórmulas e dicas
 Dicionário de Química
 Vídeos

 Jogos On-line
 Exercícios Resolvidos
 Provas de Vestibular
 Simulados On-line

 Química no cotidiano
 Curiosidades
 O que o Químico faz?
 Indicação de livros
 Fale conosco

 
Busca Geral

 

Densidade Absoluta

Densidade ou Massa Específica é a relação entre a massa (m) de uma substância e o volume (V) ocupado por essa massa.

Esta variação, no estado sólido é uma propriedade periódica.
Na tabela periódica, os valores de densidades aumentam, nas famílias de cima para baixo e nos períodos, das extremidades para o centro.
Desta forma, pode-se notar que os elementos mais densos estão no centro e na parte de baixo da tabela periódica.
Exemplos:
- Os (ósmio) – d=22,5g/mL
- Ir (irídio) – d=22,4g/mL

Ponto de Fusão e Ponto de Ebulição

Ponto de Fusão é a temperatura onde a matéria passa da fase sólida para a fase líquida.
Ponto de Ebulição é a temperatura onde a matéria passa da fase líquida para a gasosa.
Na tabela periódica, os valores de PF e de PE variam numa família, à esquerda da tabela, aumenta de baixo para cima e à direta da tabela, aumenta de cima para baixo. Nos períodos, aumenta das extremidades para o centro.
Na tabela periódica há elementos de diferentes estados físicos.
- fase gasosa: H, N, O, F, Cl, Ne, Ar, Kr, Xe, RN
- fase líquida: Hg e Br
- fase sólida: demais elementos

Imagine os elementos:

X = fase sólida
Y = fase líquida
Z = fase gasosa

Então, temos:

X com PF e PE maior que Y e Y com PF e PE maior que Z

O carbono (C) é uma exceção para esta regra. Possui PF igual a 3800°C.
O tungstênio (W) é o metal com maior PF, 3422°C, sendo utilizado em filamentos de lâmpadas incandescentes.

Potencial de Ionização

É a energia mínima necessária para “arrancar” um elétron de um átomo isolado no seu estado gasoso.
O primeiro potencial de ionização é considerado o mais importante porque é a energia necessária para “arrancar” o primeiro elétron da camada mais externa do átomo.
De acordo com o SI (Sistema Internacional) deve-se ser expresso em Kj/mol.
O potencial de ionização é uma propriedade periódica, que na tabela periódica, se comporta exatamente ao contrário do raio atômico.
Quanto maior o raio atômico, menor a atração do núcleo com o seu elétron mais afastado. Então é mais fácil de “arrancar” o elétron. Consequentemente é menor a energia de ionização.
O potencial de ionização aumenta, nas famílias de baixo para cima e nos períodos da esquerda para a direita.

 

 

  

Curta nossa página nas redes sociais!

 

 

Mais produtos

 

Sobre nós | Política de privacidade | Contrato do Usuário | Anuncie | Fale conosco

Copyright © 2014 SóQ. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Grupo Virtuous.