Pilhas de Daniell

Observe a seguinte reação química de oxirredução:

Esta reação pode ser feita muito facilmente colocando um pedaço de zinco metálico (Zn°) em um copo com uma solução aquosa de sulfato de cobre (CuSO4), que é um líquido azul translúcido.

Após alguns tempo, cerca de 20 minutos, pode-se observar que o pedaço de metal ficou avermelhado. A parte que ficou vermelha é o cobre (Cu°) que se depositou sobre a placa de zinco. E no fundo do copo há a formação de sulfato de zinco (ZnSO4), conforme a reação acima.

Esta experiência que pode ser feita até mesmo em casa, demostra as reações de oxirredução.

A experiência feita pelo meteorologista e químico inglês John Frederic Daniell, em 1836, constitui uma pilha formada a partir de reações de oxirredução.

Pilha – São reações químicas que produzem corrente elétrica.

Daniell montou um sistema com dois eletrodos interligados. Um eletrodo era constituido de uma placa de zinco imersa em um copo com uma solução com íons de zinco, no caso, sulfato de zinco.

O outro eletrodo era constituído de uma placa de cobre imersa em um copo com uma solução com íons de cobre, no caso, sulfato de cobre.

Chamou o eletrodo de Zinco de ânodo, com carga negativa.
Chamou o eletrodo de Cobre de cátodo, com carga positiva.

Fonte: educar.sc.usp.br/licenciatura/2006/Pilha_de_Daniel/pilha_de_Daniell.html

Ânodo ou polo negativo é o eletrodo onde saem os elétrons. Ocorre a reação de oxidação.

Cátodo ou polo positivo é o eletrodo para onde vão os elétrons. Ocorre a reação de redução.

Com o passar do tempo, os elétrons da placa de zinco vão para a solução, aumentando a concentração da solução e corroendo a placa de zinco.

No outro eletrodo, ocorre o contrário. Os elétrons da solução de sulfato de cobre se depositam na placa de cobre, diminuindo a concentração da solução e aumentando a massa da placa metálica.

Fonte: cabarequimico.blogspot.com/2008/11/eletroqumica-abrange-todos-processo.html

Veja como montar as reações que ocorrerem na Pilha de Daniell:

1°) montar a reação do ânodo
2°) montar a reação do cátodo
3°) somar as reações, formando a reação global da pilha.

Obs.: Os termos semelhantes se anulam. No caso, na reação acima, os 2é.

Daniell colocou uma ponte salina constituída de um tubo de vidro em U contendo solução de KCl aquoso.

A sua função é permitir a migração de íons de uma solução para a outra, de modo que o número de íons positivos e negativos na solução de cada eletrodo permaneça em equilíbrio.

Acompanhe a seguir uma tabela resumida da Pilha de Daniell.

ELETRODO

REAÇÃO

POLO

LÂMINA

SOLUÇÃO

ÂNODO

OXIDAÇÃO

POLO NEGATIVO (-)

CORRÓI

CONCENTRA

CÁTODO

REDUÇÃO

POLO POSITIVO (+)

AUMENTA

DILUI

  

Como referenciar: "Pilhas de Daniell" em SóQ. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2020. Consultado em 15/07/2020 às 02:40. Disponível na Internet em http://www.soq.com.br/conteudos/em/eletroquimica/p2.php

Divirta-se com o LOBIS HOMEM

Produtos de quando CORONA era motivo de alegria

O sonho de ser cantor