Eletrólise (continuação)

Leis da eletrólise

As leis que regem a eletrólise são as leis que relacionam as massas das substâncias produzidas nos eletrodos e as quantidades de energia gastas na eletrólise.

Essas leis foram estabelecidas pelo físico-químico inglês Michael Faraday, em 1834.

Primeira lei da eletrólise ou Lei de Faraday

"A massa da substância eletrolisada em qualquer dos elementos é diretamente proporcional à quantidade de carga elétrica que atravessa a solução."

Onde:
m = massa da substância
k = constante de proporcionalidade
Q = carga elétrica (Coulomb)

Segunda lei da eletrólise

"Empregando-se a mesma quantidade de carga elétrica (Q) em diversos eletrólitos, a massa da substância eletrolisada, em qualquer dos eletrodos, é diretamente proporcional ao equivalente-grama da substância."

m = massa da substância (g)
k2 = constante de proporcionalidade
E = equivalente-grama

Unindo as duas leis, temos:

Estudamos na Física que:

Onde:
Q = carga elétrica (C)
i = intensidade da corrente elétrica (A)
t = tempo (s)

Então, temos a seguinte expressão:

A constante K chamada de constante de Faraday é equivalente a

Unindo todas estas informações, temos a equação geral da eletrólise:

A carga elétrica de 96500 coulomb recebe o nome de faraday (F).

1 Faraday
- É a carga elétrica que produz um equivalente-grama de qualquer elemento em uma eletrólise.
- Equivale aproximadamente a 96.500 Coulomb
- Equivale a carga de um mol (6,02.1023) de elétrons ou de prótons.

Como referenciar: "Leis da Eletrólise" em SóQ. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2020. Consultado em 25/02/2020 às 21:50. Disponível na Internet em http://www.soq.com.br/conteudos/em/eletroquimica/p6.php

Divirta-se com o LOBIS HOMEM

CARNAVAL LOBELEZA

O SONHO DE SER CANTOR