Hidrocarbonetos (continuação)

Aromáticos

Os hidrocarbonetos aromáticos são aqueles que têm um ou mais anéis aromáticos na sua molécula.

É uma cadeia fechada, portanto cíclica. Alternam ligações simples e duplas entre os carbonos, formando uma ressonância. O principal aromático é o benzeno C6H6.

Veja as formas de se representar o benzeno.

                                   

O benzeno é um líquido incolor, volátil, inflamável e muito tóxico. É um composto altamente perigoso que não deve ser inalado (respirado). Pode causar sérias doenças, inclusive leucemia.

A maioria dos aromáticos são perigosos à saúde. Além do benzeno, há também o benzopireno, que forma-se sobre a carne assada na brasa e em carnes e peixes defumados, além de ser liberado na queima do cigarro.


Benzopireno: aromático cancerígeno

Principais aromáticos:

 

Tolueno – extraído de uma árvore originária da Colômbia, bálsamo-de-tolu. Pode ser usado como solvente. Tem cheiro característico.

Naftaleno – conhecido como naftalina, vendido em bolinhas para matar insetos. A partir dele pode-se produzir plásticos, solventes e corantes.

Antraceno – sólido incolor que sublima facilmente. A partir dele podem ser produzido corantes, inseticidas e conservantes.

Fenantreno – encontrado na fumaça do cigarro, obtido de uma fração do petróleo do antraceno.

  

Como referenciar: "Aromáticos - Hidrocarbonetos" em SóQ. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2020. Consultado em 25/10/2020 às 22:55. Disponível na Internet em http://www.soq.com.br/conteudos/em/funcoesorganicas/p7.php

Divirta-se com o LOBIS HOMEM

Produtos de quando CORONA era motivo de alegria

O sonho de ser cantor