Polaridade das ligações químicas

A eletronegatividade é a capacidade que um átomo tem de atrair para si o par de elétrons que ele compartilha com outro átomo em uma ligação covalente.

As medidas experimentais foram feitas pelo cientista Linus Pauling, que criou uma escala de eletronegatividade.

De acordo com a diferença de eletronegatividade dos elementos, pode-se classificar a ligação covalente em polar ou apolar.

 = diferença de eletronegatividade

Ligação apolar ( =0)

A diferença de eletronegatividade tem que ser igual a zero. Geralmente, acontece em moléculas de átomos iguais. Exemplos:

Ligação polar ()

A diferença de eletronegatividade tem que diferente de zero. Geralmente, acontece em moléculas de átomos diferentes. Exemplos:

Observe que a ligação entre I e F é mais polar do que a ligação entre H e Cl.

Se o valor for maior que 1,7, a ligação é iônica.

Exemplos:

Polaridade das moléculas

Durante as ligações químicas, podem sobrar elétrons do átomo central. Então:

- molécula polar – quando não sobram elétrons do átomo central.
- molécula apolar – quando sobram elétrons do átomo central.

  

Como referenciar: "Polaridade das ligações químicas" em SóQ. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2019. Consultado em 26/08/2019 às 04:08. Disponível na Internet em http://www.soq.com.br/conteudos/em/ligacoesquimicas/p4.php