Geometria molecular

A geometria molecular explica como estão dispostos os átomos dentro da molécula.

Os átomos tendem a ficar numa posição mais espaçada e esparramada possível. Assim, conseguem adquirir a estabilidade.

As geometrias moleculares são: linear, angular, trigonal planar, piramidal, tetraédrica, octaédrica, forma de T, bipirâmide trigonal, gangorra ou tetraédrica distorcida, quadrado planar e pirâmide de base quadrática.

Veja as principais geometrias moleculares a seguir.

Linear

Exemplo:

Para moléculas diatômicas (com dois átomos)

Polar – átomos diferentes: HCl    H – Cl
Apolar – átomos iguais: H2    H – H

Para moléculas triatômicas (com três átomos)

Sem sobra de elétrons do elemento central. Apolares.

Formam um ângulo de 180°.

CS2       S – C – S 

Angular

Para moléculas triatômicas, com sobra de elétrons. Polares.

Formam um ângulo de 109°28´.

Trigonal planar

Para moléculas tetratômicas, sem sobra de elétrons. Apolares.

Piramidal

Para moléculas tetratômicas, com sobra de um par de elétrons. Polares.

     

Tetraédrica

Para moléculas pentatômicas com átomo central. Apolares.

 

Como referenciar: "Geometria molecular" em SóQ. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2019. Consultado em 19/11/2019 às 10:26. Disponível na Internet em http://www.soq.com.br/conteudos/em/ligacoesquimicas/p6.php