Você está em Diversos > História da Química

Alquimia

Os séculos III a.C. ao século XVI d.C. foram dominados pela Alquimia. A palavra Alquimia vem do árabe e quer dizer AL-Khemy, A Química.

Iniciou-se no século III a.C. na Alexandria, o centro de convergência da época e de recriação das tradições gregas-pitagóricas, platônicas estoicas, egípcias e orientais.

Há três misturas de correntes na Alquimia: a filosofia grega, o misticismo oriental e a tecnologia egípcia.

Na metalurgia, obtiveram seu grande êxito, que foi a produção de papiros e os aparelhos do laboratório. Porém, não obtiveram o seu principal objetivo que era a pedra filosofal e transformar metais em ouro.

A Alquimia tinha um caráter místico que veio das ciências ocultas da Mesopotâmia, Pérsia, Caldéia, Egito e Síria. Tinha um ar de lenda e mistério.

Dois mil anos antes da nossa era atual, os babilônios e os egípcios procuravam sintetizar ouro e transformar metais em ouro. Nesta época, era realizada em sigilo porque era considerada uma ciência oculta.

Tinha forte influência com as ciências orientais e os alquimistas passaram a atribuir propriedades sobrenaturais às plantas, letras, pedras, figuras geométricas e aos números que eram usados como amuleto, como o 3, o 4 e o 7. 

A Alquimia combinava química, física, astrologia, filosofia, arte, metalurgia, medicina, misticismo e religião.

Os alquimistas usavam fórmulas e recitações mágicas para invocar deuses e demônios favoráveis às operações químicas.

Durante a Idade Média, muitos alquimistas foram acusados de ter pacto com o demônio. Por este motivo, foram presos, excomungados e queimados vivos na fogueira pela Inquisição da Igreja Católica. Até hoje, o uso do enxofre é associado ao demônio.

Muitos dos manuscritos dos alquimistas foram feitos de forma incompreensível para os que não a conheciam. Isto era feito porque os alquimistas queriam mais esconder do que revelar as suas descobertas.

Algumas de suas descobertas são usadas até hoje, como a fabricação de sabão, técnicas como a destilação e descoberta de novos metais e componentes.

As principais finalidades da Alquimia eram:

- transformar metais, como mercúrio e chumbo, em ouro ou prata;

- preparar o elixir da longa vida, uma panaceia que cure todos os males e desenvolva a juventude.

- conseguir transformar o espiritual do alquimista de homem caído em criatura perfeita.

Para os chineses, o seu objetivo era atingir a imortalidade. Acreditavam que o ouro era imortal porque não reagia com quase nada.

Fizeram elixires contendo arsênio, enxofre e mercúrio. Muitos imperadores morreram envenenados pensando estar tomando o elixir da longa vida.

Um dos alquimistas mais significativos foi o francês Nicolás Flamel. Não há confirmação, mas ele deve ter nascido no ano de 1330.

Flamel, provavelmente, teve em suas mãos escritos alquímicos para copiar, mas nunca havia despertado interesse pela Alquimia. Até que um dia, segundo deixou escrito, quando estava profundamente adormecido, lhe apareceu um anjo que sustentava na mão um livro antigo.

Flamel - disse o anjo - olhe bem este livro. Você não será capaz de entendê-lo; nem você nem ninguém. Mas chegará um dia em que você será capaz de ver algo que ninguém verá. 

Com este sonho e a influência de alguns alquimistas que foi conhecendo ao passo do tempo, praticou e escreveu muitas obras a respeito de Alquimia e principalmente relatos a respeito de sua busca da pedra filosofal.

O alquimista morreu no dia 22 de março de 1418. Depois, sua casa foi saqueada por caçadores de tesouro e gente que queria encontrar a pedra filosofal ou receitas para a sua preparação.

Continua após a publicidade

A lenda conta que Flamel e sua esposa não morreram, porque na sua tumba foram encontradas apenas suas roupas ao invés dos corpos. Dizem que haviam visto os dois, três séculos depois, muito bem de saúde na Índia.

A Alquimia envolvia muito mistério e segredos. Na época não era aceita como ciência, era vista como bruxaria.

A pedra filosofal nunca foi encontrada e nem sabemos como transformar metais em ouro.

Mas a Alquimia foi importante para o avanço da Química como ciência, pois até hoje são utilizados métodos de obtenção de alguns elementos e compostos.

  

Como referenciar: "Alquimia - História da Química" em SóQ. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2019. Consultado em 26/08/2019 às 04:13. Disponível na Internet em http://www.soq.com.br/conteudos/historiadaquimica/p2.php